domingo, 20 de março de 2011

Deliciar

   Vesti um casaco e fui lá fora encontrar-lhe. Ela só aparecia à noite, nas madrugadas mais nobres. Chegava sempre substancial, envolvente, irradiando luz. Mexia comigo como ninguém...
   Nosso encontro, ás vezes, pedia por algumas doses, álcool, sentimento, beleza, o que quer que fosse, ou tão somente um colo reconfortante. Eu me perdia na admiração...
   Podia ir e vir, chorar, sorrir, falar o que quisesse da maneira que me apetecesse, que ela estaria ali, forte, vistosa, imponente.
   Era umas das poucas certezas da vida, e mesmo quando não aparecia, eu não me entregava ao torpor. Sabia que ela voltaria... Linda, como um deliciar para os olhos e a alma.






                                                                 Por Lucas Mendes
                                                                   http://www.flickr.com/photos/lucasmendesbh/

3 comentários:

  1. Belas palavras. Doces lembranças vem a tona para qualquer um!
    Como uma lâmpada, a lua sempre me guiou nas noites de reflexão e admiração !!!

    O blog esta ótimo Marcela!! Continue assim!! De um admirador freqüente!!


    LM

    ResponderExcluir