sábado, 23 de abril de 2011

Voar

O garoto tinha um sonho. Poder voar.
Almejava, se lançava. Ficava imaginando o que os pássaros sentiam.
Se sentia livre. Como o vento... Beijando as nuvens.
Parecia um acesso de loucura, o calafrio percorria teu corpo, o exasperava, e ao mesmo tempo, trazia pavor.
Talvez fosse um anseio individual... Ver todos de cima, ser maior que aqueles que o ricocheteavam.
Talvez não.
Mas o garoto conseguiu.

Apenas fechou os olhos...

Um comentário:

  1. Lindo! Adoro a maneira que você usa as metáforas!

    ResponderExcluir