quinta-feira, 22 de abril de 2010

Tormento

Estonteante, exuberante e
inexorável.
Assim, somos nós. Assim é o nosso
amor.
Sem fim, pra sempre,
ilusório...


Percebo como estou.
Só não quero enxergar,
Perdi a razão, entreguei meu
coração,
numa aventura que não sei se
findou...


Busco lamento
encontro tormento,
prefiro apaziguar.
Sou mais,
te amar.


Que loucura sem censura, que caiu o
meu coração
busco razão, iluminação, busco
você
A todo momento, todo o tempo, com
todo prazer


Meu corpo é teu corpo,
te quero de novo,
quando puder ser..
Volta pra mim,
faz horas que te vi...
Preciso te ter...



18 de Outubro de 2009

Um comentário:

  1. Aposto que fez esse pensando em mim =D auhuahauhauahuaha

    ResponderExcluir